O Diabo de cada Dia: Critíca

Quando falamos em guerra, logo pensamos em armas, bombas, minas terrestre, sangue, massacre etc.

Porém a pior guerra, é aquela que é lutada contra você mesmo!

O filme o Diabo de cada dia, toca em temas centrais como religião, inocência, assassinado que estão na atualidade e você ver quase todos os dias na sua TV.

Willard Russel, (Bill Skarsgard) é um jovem que voltou da segunda guerra mundial, para sua cidade natal no interior dos Estados Unidos.

Tinha uma família religiosa que ia todo domingo a igreja, porém depois que ele voltou da guerra ele não orava, pois presenciou massacres que aterrorizava ele todos os dias.

O tempo passou ele se casou e foi morar com sua família numa colina, aonde fez um altar no meio da floresta para ensinar seu filho a orar.

Mas uma tragédia acontece na família que ira abalar ele e sua família por gerações.

O filme contado através de um narrado que não é apresentado, esse narrado narra a historia, mas também os sentimentos de cada personagem que é apresentado, assim você fica um pouco mais familiarizado com o drama.

Cada personagem é desenvolvido de uma maneira natural e espontânea, Arvin Eugene (Tom Holland), teve uma atuação boa, nada de especial, a mesma coisa serve para o Reverendo Preston (Robert Pattinson), faltou algo no roteiro desses dois personagens.

Por ser um drama, o ritmo do filme é bem parado, nada que faça você dormir, o diretor Antonio Campos se importou mais historia, mostrando como um ferida que não foi cuidada pode mortal para todas as pessoas que estão ao redor.

Gostei do filme, mas tinha uma expectativa bem maior em relação com os personagens de Tom Holland e Robert Pattinson.

Se você gosta de assistir filmes de todo os gêneros, assista que você vai gostar.

O que esperar do filme;

  • Violência, Assedio sexual,
  • Drama
  • Narração muito boa.

matrixnerdoficial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

ENOLA HOLMES: Crítica

seg set 28 , 2020
Chegará um momento em que terá que fazer uma escolha difícil. E nesse momento você descobrirá a coragem que realmente tem. Enola Holmes Coragem é a palavra que predomina em torno do filme Enola Holmes. Inglaterra, 1884. Uma vida está prestes a mudar. Na manhã de seu 16º aniversário, Enola […]

LinkedIn
Share
Instagram
Telegram